Sobre a Alemanha e a dívida grega

Bankrupt

Num artigo que apareceu no Wall Street Journal no passado dia 10 de Outubro sobre os próximos 50 … ou 200 anos na Grécia, este trecho pode ter passado despercebido a quem por cá defende a restruturação da dívida e o melhor momento para o pedir.

German officials have several objections to a haircut. Under German law, Berlin isn’t allowed to lend further to any borrower that defaults on a German-government loan commitment or guarantee. This means debt restructuring is a lever that can be pulled only if it’s clear Greece will never need new rescue money again. That’s far from obvious for at least the next few years. But once Athens starts consistently running small budget surpluses, Berlin and Brussels might be more comfortable turning off the bailout tap for good and accepting default.

Sobre Pedro G. Rodrigues

Investigador integrado no Centro de Administração e Políticas Públicas (CAPP) e Professor Auxiliar do Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas, Universidade de Lisboa. Doutorado em economia pela Universidade Nova de Lisboa. Email: pedro.g.rodrigues@campus.ul.pt
Esta entrada foi publicada em Finanças públicas, Restruturação da dívida. ligação permanente.

2 respostas a Sobre a Alemanha e a dívida grega

  1. So no more purchases of German submarines and Mercedes on credit?

  2. Ou em português, o fim de importar fiado os produtos da Alemanha, tais como submarinos, Mercedes, BMW, Audi’s…
    Um país superavitário pode deixar de “emprestar dinheio” mas não pode deixar de financiar as suas importação e de reciclar os seus excedentes.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.