Uma muito boa notícia!

tractor

Em duas operações separadas, o BCE vai ainda este ano emprestar 400 mil milhões de euros às empresas na área do euro. Trata-se de um empréstimo de longo prazo, a taxa fixa, e muito perto de zero. O dinheiro não pode ser destinado ao sector financeiro, nem ao sector público (para comprar dívida pública, por exemplo), nem para sectores propícios a bolhas especulativas, como é o caso da habitação. Então destina-se a quê? Destina-se, assim, ao consumo por crédito, e à expansão da actividade das empresas quer através do investimento (compra de máquinas e equipamentos) quer através da contratação de empregados.

Como conciliar este estímulo com a necessidade de continuarmos a apertar o cinto? Através da ideia de responsabilidade orçamental no sector público, e da necessidade de inverter as expectativas quanto ao aparecimento de deflação (queda sistemática dos preços) na área do euro.

Para terminar, se este plano do BCE tiver sucesso (como acho que terá), talvez este seja o momento ideal para mover algum dinheiro que esteja em depósitos a prazo, adquirindo algumas unidades de participação num fundo de acções europeias. Digo eu, mas cada um que faça o seu trabalho de casa …

Anúncios

Sobre Pedro G. Rodrigues

Professor no Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa, doutorado em economia pela Universidade Nova de Lisboa. Email: pgr.economist@gmail.com
Esta entrada foi publicada em Deflação. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s