O desafio para os próximos tempos …

startup_trends

Nem toda a actividade económica é crescimento económico, mas todo o crescimento económico é actividade económica. O crédito nem é bom nem é mau … depende do que se faz com ele. E sempre que o valor que se gera (em valores descontados para o presente) não chega para pagar a dívida que se contraiu, foi um erro. Há que olhar para a COMPOSIÇÃO quer do PIB quer da redução do défice. Por exemplo, quando o “driver” é mais o consumo privado do que o investimento, isso pode ser sinal que o valor criado é insuficiente. Mas nisto tudo, o que os anos mais recentes nos ensinaram, é que não basta o raciocínio económico (por melhor que seja) – é necessário preservar um equilíbrio político. Encontrar um caminho com “paz social” em que também se fazem as reformas necessárias para modernizar o País, esse é o desafio para os próximos anos, não só em Portugal.

Feliz Natal! 🙂

Anúncios

Sobre Pedro G. Rodrigues

Professor no Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa, doutorado em economia pela Universidade Nova de Lisboa. Email: pgr.economist@gmail.com
Esta entrada foi publicada em Crescimento económico, Desenvolvimento sustentável. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s