Finalmente, um banco de fomento

© OJO Images/Veer

© OJO Images/Veer

O Jornal de Negócios noticia hoje que o Governo irá avançar em 2014 com a criação de um Banco de Fomento com 6 mil milhões de euros.

Trata-se de uma boa ideia do lado da oferta, mas dado o estado da economia portuguesa, precisamos de um choque do lado da procura. Brevemente, revelarei detalhes sobre uma medida que proponho. 🙂

Entretanto, vale a pena reler o que escrevi aqui (pg. 5) a 24 de Junho de 2011(!) a este respeito:

I.4 Orientação da Caixa Geral de Depósitos como banco de fomento económico

Propõe-se que a Caixa Geral de Depósitos (CGD) não seja privatizada e que seja orientada para o fomento da actividade económica em Portugal. Isso implica que, quando solicitada, a CGD poderá prestar apoio técnico, logístico e jurídico às PMEs e ainda auxiliar o planeamento estratégico, assim como mediar as actividades de fusões e aquisições, com vista a que o maior número possível de PMEs venham a ser cotadas na bolsa de valores.

Vale a pena estudar o exemplo do banco KfW na Alemanha. No futuro, a Caixa Geral de Depósitos poderia adoptar as mesmas valências.

É caso para dizer, mais vale tarde que nunca, mas que vem com dezoito meses de atraso, lá isso vem.

Sobre Pedro G. Rodrigues

Investigador integrado no Centro de Administração e Políticas Públicas (CAPP) e Professor Auxiliar do Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas, Universidade de Lisboa. Doutorado em economia pela Universidade Nova de Lisboa. Email: pedro.g.rodrigues@campus.ul.pt
Esta entrada foi publicada em Crescimento económico, Finanças públicas. ligação permanente.

2 respostas a Finalmente, um banco de fomento

  1. Henrique Fino diz:

    Não se esqueça de publicar a medida para o choque do lado da procura, estou curioso.

    • Obrigado pelo seu comentário. Não me esqueci. O texto que refere foi submetido há uns dias para um jornal. Aguardo a resposta para saber se mo publicam na íntegra. Preferia que aparecesse o meu texto que apenas um tratamento jornalístico, porque assim minimizaria a probabilidade de mal entendidos. 🙂

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.