Será que a PWC se enganou?

pwc

Vi na Sic Notícias e depois confirmei no Sol que a consultora PricewaterhouseCoopers terá calculado que um funcionário público com direito a subsídio de férias no valor ilíquido de 2500 Eur irá apenas receber 982 Eur (um corte de 60,7%).

Como este corte me pareceu exagerado, fui ao blog do Pedro Pais que tem uma calculadora para 2013 da remuneração líquida.

Colocando 2500 Eur brutos de remuneração mensal normal, com todos os descontos (e desconsiderando o subsídio de alimentação), chega-se a um valor líquido de 1568,39 Eur.

Com o subsídio de férias a ser pago em Novembro de 2013 juntamente com o salário do mesmo mês, a remuneração ilíquida passa a ser 5000 Eur (o dobro) o que, como o IRS é progressivo, já sabemos que vamos subir nos escalões e pagar mais em impostos.

Ora vejamos. Com 5000 Eur de remuneração bruta, a calculadora sugere que o valor líquido a receber é de 2802,05 Eur.

Ou seja dos 2500 Eur do subsídio de férias, parece-se que o corte é de 50,61%, passando a receber 1233,66 Eur, o que corresponde a 49,39% do valor ilíquido (2500 Eur).

Ora, para mim, há uma colossal diferença entre receber 1233,66 Eur e receber 982 Eur Eur.

Afinal em que ficamos?

Ou houve uma alteração das taxas de retenção na fonte que me escapou desde esta.

Anúncios

Sobre Pedro G. Rodrigues

Professor no Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa, doutorado em economia pela Universidade Nova de Lisboa. Email: pgr.economist@gmail.com
Esta entrada foi publicada em Miscelâneo. ligação permanente.

3 respostas a Será que a PWC se enganou?

  1. Fernando Matos diz:

    Caro Pedro,
    O cálculo da retenção de IRS é feito de forma autónoma quanto aos Subsídios.Acontece que os Func.Públicos estavam a descontar pelas tabelas do do Artº. 29º da Lei OE 2013(no caso do exemplo à taxa de 25,5%-na base de 13 venc. anuais).Como o Trib.Constitucional chumbou aquele artigo,agora em Nov, com o pagamento do Subsídio vão corrigir todos os meses que estão para trás à nova taxa(para o exemplo) de 27,5%(a tabela dos privados).Com o impacto da sobretaxa extraordinária, de facto a perda total vai para os 60%.De notar, que em todos os meses anteriores, os Func.Públicos estiveram a receber muito mais do que o que deveriam ter recebido.

    • José Santos diz:

      A diferença geral entre as tabelas de retenção na fonte do IRS não é tão elevada. Modo geral, a PWC errou nos cálculos. Pois existem muitos fatores a ter em conta, tais como a situação de cada contribuinte (ex casado único titular, nº de dependentes). É inaceitável o trabalho pouco profissional da PWC; pior do que o trabalho, foi a comunicação social ter publicitado o estudo sem o analisar.

  2. Obrigado Fernando pela explicação tão sucinta e tão fácil de entender. Da leitura das notícias não tinha com essa ideia. 🙂

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s